J. F. C. Fuller

J. F. C. Fuller (01/09/1878 – 10/02/1966):

John Frederick Charles Fuller, também conhecido como Boney por seus amigos, nasceu em West Sussex, no Reino Unido.  Ele foi um militar altamente condecorado, veterano da Segunda Guerra dos Bôeres e da Primeira Guerra Mundial, recebendo o cargo de Major General.  He was a highly decorated military man, veteran of the second Boer War and the first World War ultimately receiving the rank of Major General.  Fuller era considerado um dos principais especialistas em tanques de guerra e é considerado por alguns como o avô das táticas de  guerra-relâmpago (Blitzkrieg).  Ele também foi um escritor prolífico que publicou livros e ensaios sobre diversos tópicos, especialmente sobre estratégias de guerra. Muitas dessas obras ainda são consideradas viáveis e estudadas por estudantes de guerra mecanizada. Fuller enfatizava o potencial da exploração de novas armas em campo, especialmente tanques e aeronaves, para atordoar e oprimir o inimigo psicologicamente.

Mais tarde Fuller se tornou controverso na política britânica por causa de seu apoio ao movimento fascista organizado. Os alemães se interessaram pelas ideias de Fuller sobre guerra mecanizada e por conta disso o convidaram para  as primeiras manobras armadas da Alemanha nazista em 1935. Fuller era o único estrangeiro presente, o que só aumentou a controvérsia que cerca seu nome. Quando Fuller retornou para seu lar na Inglaterra, ele começou frequentemente e publicamente a exaltar Adolf Hitler, e mais tarde foi convidado de honra para a parada do aniversário de 50 anos de Hitler. Quando começou a Segunda Guerra Mundial, Fuller imediatamente caiu sob suspeita de ser um simpatizante do Nazismo, mas nunca foi acusado de quaisquer crimes.

Fuller também foi um thelemita e escreveu algumas obras sobre esoterismo e misticismo. Em particular, seu livro sobre Yoga é de grande interesse para os Estudantes de Thelema. Fuller conheceu Crowley após entrar em um concurso onde escreveu uma crítica das obras poéticas de Crowley.  Ele venceu o concurso e seu ensaio foi publicado como ‘The Star in the West’ (1907).  Fuller, agora um aderente de Thelema, afiliou-se à A∴A∴ e se tornou um editor e colaborador do periódico ‘The Equinox’.  Embora sua associação com Crowley só tenha durado alguns anos, Fuller tem uma das maiores distinções dentre os Aspirantes da A∴A∴ – ele é o autor do único documento que contém  a Class A que foi oficialmente adotado por Crowley, mas que foi escrito completamente por outra pessoa: Liber 963, ‘The Treasure-House of Images’.  Essa obra foi publicada no Equinox Volume I Nº 3 em 1910.  E, embora seja mencionado como Frater N.S.F. (Non Sine Fulmine) 5=6 e Cancellarius no imprimatur, Fuller só era um Probacionista na época.